# o que FAZEMOS?

Actuamos nas áreas da Bricolage, Canalizações, Certificação Energética, Climatização, Energias Renováveis, Gás, Pequenas Remodelações e muito mais…
Tudo o que um imóvel precisar. Desde pequenos arranjos a remodelações completas.

# em que áreas actuamos

Com uma equipa de pessoas especializadas, procuramos sempre a melhor solução para satisfazer os nossos clientes.

Cada solução é estudada em função dos gostos e perfil dos nossos clientes e assente em premissas que achamos essenciais hoje em dia, tais como:

- Potenciação da eficiência energética
- Conforto
- Funcionalidade

As nossas equipas estão preparadas para efectuar todo o tipo de remodelações, tais como:

- Telhados
- Casas de banhos
- Salas
- Cozinhas
- Pinturas
- Pavimentos
- Tectos falsos
- Manutenção de espaços
- E muito mais…

Tudo o que o seu espaço necessite para ter uma vida nova.

Ao conforto está estritamente associada a climatização e como tal possuímos um grande leque de soluções para climatização dos seus espaços, tais como:

- Ar condicionado
- Aquecimento central
- Caldeira a gás, lenha e pellets
- Recuperadores de calor
- Bombas de calor
- Piso radiante
- Aerotermia
- Geotermia

Efectuamos um estudo para as suas necessidades e apresentamos diferentes opções para que possa escolher a que lhe mais agrada.

A factura energética pesa muito no orçamento familiar, então porque não aproveitar o que a natureza nos oferece?

Para isso temos ao dispor:
- Painéis Solares Térmicos para:
   - Produção de águas quentes sanitárias
   - Podendo igualmente ser interligado aos sistemas:
        Aquecimento central
        Piso radiante
- Painéis Fotovoltaicos para:
   - Produção de autónoma de energia eléctrica

Efectuamos um estudo para as suas necessidades e apresentamos diferentes opções para que possa escolher a que lhe mais agrada.

CERTIFICAÇÃO ENERGÉTICA E AR INTERIOR DE EDIFICIOS

Entrou em vigor no dia 1 de dezembro de 2013 o Decreto-Lei 118/2013, de 20 de agosto, que, ao transpor para o direito português a Diretiva 2010/31/UE, de 19 de maio, relativa ao desempenho energético dos edifícios, aprovou os novos Sistema de Certificação Energética dos Edifícios (SCE), Regulamento de Desempenho Energético dos Edifícios de Habitação (REH) e Regulamento de Desempenho Energético dos Edifícios de Comércio e Serviços (RECS).

CERTIFICADO ENERGÉTICO

O que é?

O Certificado Energético é um documento que permite aos utilizadores dos edifícios obter informação sobre o desempenho energético dos mesmos.

Que informação contém?

O Certificado Energético contém informação das características construtivas do imóvel, tais como paredes, coberturas, pavimentos e envidraçados, bem como informação sobre os equipamentos associados à Climatização e à produção de Águas Quentes Sanitárias.
Adicionalmente possui indicação de medidas de melhoria para reduzir o consumo de energia e melhorar a eficiência energética do imóvel.

Quando é necessário?

A nova legislação sobre eficiência energética obriga a que em qualquer anúncio comercial (venda, aluguer ou locação) a classe energética do imóvel esteja mencionada nesses anúncios.
Esta será uma responsabilidade não só do proprietário mas igualmente dos mediadores imobiliários, as multas vão de 250€ até 3740€ no caso de particulares, ou entre 2500€ e 45000€ no caso de essa promoção estar a ser feita por entidades colectivas, como mediadoras imobiliárias.
É igualmente necessário um Pré-Certificado Energético no processo de licenciamento de edifícios novos ou grandes intervenções.

Como se faz?

O Certificado Energético é elaborado por um Perito Qualificado que irá efectuar um levantamento ao imóvel, que vai permitir fazer os cálculos essenciais para determinar a classe energética do referido imóvel. De seguida esses dados serão introduzidos no portal do Sistema Nacional de Certificação Energética e da Qualidade do Ar Interior nos Edifícios e uma vez paga a taxa de registo à Adene o Certificado Energético fica concluído.

Que documentos/dados são necessários?

  > Duas fotocópias das plantas do imóvel (necessárias para a visita ao imóvel)
  > Fotocópia do registo na Conservatória do Registo Predial actualizado*
  > Fotocópia da Caderneta Predial actualizada*
  > Dados do proprietário do imóvel (Morada completa, telefone, e-mail, nº contribuinte) *
  > Fotocópia da Licença de Habitabilidade
  > Fotocópia da última factura de energia elétrica

 (*) Documentos mínimos obrigatórios

Quanto custa?

O custo é composto essencialmente por duas componentes:

  1ª - Associada aos honorários do Perito Qualificado (PQ) e que não possui valores tabelados, variando assim de acordo com um conjunto de fatores como, o tipo e complexidade do edifício, a quantidade, entre outros fatores.

  2ª - Associada emissão dos Pré-Certificados Energéticos (PCE) e dos Certificados Energéticos (CE) no registo central no SCE, estando sujeita ao pagamento de uma taxa conforme o disposto na Portaria n.º 349-A/2013 de 29 de novembro.

O montante da taxa correspondente ao registo do certificado previsto no SCE, para o caso de edifícios de habitação, é variável de acordo com a tipologia do imóvel identificada no processo de certificação.
    €35,00 - Tipologias T0 e T1;     €45,00 - Tipologias T2 e T3;     €55,00 - Tipologias T4 e T5;     €65,00 - Tipologias T6 ou superior.

Para os edifícios de comércio e serviços, a taxa de registo é igualmente variável, neste caso em função da área útil de pavimento do imóvel:
    €150,00 - Área igual ou inferior a 250 m2;
    €350,00 - Área superior a 250 m2 e igual ou inferior a 500 m2;
    €750,00 - Área superior a 500 m2 e igual ou inferior a 5000 m2;
    €950,00 - Área superior a 5000 m2.

A estes valores, acresce IVA à taxa em vigor.

Validade dos Certificados

O prazo de validade dos certificados energéticos diverge tendo em consideração a natureza do edifício e o seu contexto. De acordo com o estabelecido no Decreto-Lei 118/2013 de 20 de agosto, são definidos os seguintes prazos de validade:
    Edificios de habitação - 10 anos
    Pequenos edifícios de comércio e serviços - 10 anos
    Grandes edifícios de comércio e serviços - 6 anos

Adicionalmente, são ainda previstos os seguintes prazos de validade:
    Edifícios em tosco - 1 ano (prorrogável por solicitação à ADENE);
    Edifícios de comércio e serviços existentes que não disponham de plano de manutenção atualizado - 1 ano (não prorrogável);
    Edifícios de comércio e serviços existentes sujeitos a Plano de Racionalização Energética - 6 ano;
    Edifícios de comércio e serviços devolutos, para efeitos de venda ou locação - 1 ano (prorrogável por solicitação à ADENE).